2 de mar de 2011

A Alma Pode Separar-se do Espírito?

Pergunta:

“Lendo seus artigos sobre alma, gostaria de saber o que vocês acham dos livros do Watchman Nee, que separa alma do espírito.

Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, mais cortante do que qualquer espada de 2 gumes, e penetra até ao ponto de dividir a alma e o espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração” (Hebreus 4:12).

Esse texto deixa claro que alma e espírito podem ser divididos, portanto são 2 elementos com 2 naturezas distintas".

Foi a Vara de Moisés Que Virou Serpente Diante de Faraó?

É muito comum acreditar-se, e até muitos pregam, que Moisés lançou a vara DELE diante de Faraó e ela se transformou em serpente. Isto, porém, jamais aconteceu! A vara que se transformou em serpente foi a de  Arão e não a de Moisés. Foi Arão quem lançou a vara diante de Faraó, por ordem de Deus, através de Moisés.

O mais incrível, porém verdadeiro, é que foi Arão também quem tocou com a vara nas águas, as quais se transformaram em sangue. Confira com o texto da Bíblia:

“E o Senhor falou a Moisés e a Arão, dizendo: Quando Faraó vos falar, dizendo: Fazei por vós algum milagre, dirás a Arão: Toma a TUA vara, e lança-a diante de Faraó, e se tornará em serpente. E Faraó também chamou os sábios e encantadores e os magos do Egito fizeram também o mesmo com os seus encantamentos. Porque cada um lançou sua vara e tornaram-se em serpentes. mas A VARA DE ARÃO tragou as varas deles.

Disse mais o Senhor a Moisés: Dize a Arão: Toma tu a vara, e estende a tua mão sobre as águas do Egito, sobre as suas correntes, sobre os seus rios, sobre os seus tanques e sobre todo o ajuntamento das suas águas, para que se tornem em sangue. e haja sangue em toda a terra do Egito, assim nos vasos de madeira como nos de pedra.

Quatro Coisas que Impedem a Realização de Sonhos

Temos tantos sonhos, tantos projetos e tanta vontade de crescer, mas, às vezes, isso acaba não acontecendo porque sentimentos como dúvida, desânimo e angústia funcionam como uma espessa massa de cimento fresco, que fixa e finca os nossos pés para não nos deixar prosseguir.
Quem nunca se sentiu assim? Ou quem jamais pensou em realizar várias coisas ao mesmo tempo e acabou se confundindo com o que realmente era importante, até que bateu a insegurança e a desistência? Isso acontece muito, principalmente quando não conseguimos nos sentir seguros e confiantes.

Abaixo estão algumas armadilhas que tentam nos parar, mas que também podem nos servir de alerta para não mais cairmos nelas. São situações comuns que instigaram até mesmo os grandes Heróis da Fé.

Dúvida

- Como cristãos, sabemos que a dúvida nos impede de realizar sonhos porque a fé, que é a ferramenta que nos move para isso, fica neutralizada.
- A dúvida é uma arma muito bem usada pelo mal para tentar nos frear, porque uma vez implantada em nossos corações, consegue nos deixar estagnados e sem forças para avançar. E o perigo é que quando não conseguimos definir o que queremos (nos diversos aspectos de nossas vidas), vemos o tempo passar e as oportunidades escaparem de nossas mãos.

29 de jan de 2011

Igreja evangélica gay realiza encontro de casais com unção de alianças, renovação de votos e casamentos homossexuais.

A Igreja Cristã Contemporânea promoveu, no sábado, dia 22, o “Culto do Amor” – um encontro de casais héteros e homossexuais. A celebração teve como objetivo ensinar solteiros, noivos e casados a lidar com seus problemas de relacionamento.

No culto foi celebrados noivados entre homossexuais e houve troca de alianças para uma renovação de votos em 2011 entre os casais. Os solteiros também podem levar alianças para serem ungidas.

- As outras igrejas fazem encontros de casais heteros. Aqui, teremos um culto democrático, com espaço para o amor entre iguais – afirma o pastor Fábio Inácio.

Fonte: Extra

Chips estão sendo implantados nas pessoas, será essa a marca da besta?

Muitos fiéis e estudiosos voltam sua atenção de um modo muito especial (e peculiar) para o último livro da Bíblia, o Apocalipse. João, servo de Deus, recebeu de um anjo revelações sobre o tão falado fim dos tempos. “Bem-aventurados os que leem e aqueles que ouvem as palavras da profecia e guardam as coisas nela escritas, pois o tempo está próximo.” (Apocalipse 1:3)


João cita suas visões tais e quais as teve, cheias de simbolismos e alegorias, em uma linguagem altamente metafórica. E justamente aí vem uma grande confusão por parte de intérpretes da Bíblia: enquanto uns defendem que tudo é falado simbolicamente, outros defendem que o conteúdo tem de ser levado ao pé da letra – o que não diz respeito somente ao Apocalipse, mas a toda a Palavra Sagrada.

Há em Apocalipse a figura do anticristo, um líder mundial que, alegando querer manter a ordem, seria carismático a ponto de desviar os fiéis de Deus. O mesmo texto fala da “marca da besta”, uma distinção dada a todos os adoradores do reino do mal. Independentemente da raça ou da classe social, a citada nova ordem mundial impõe algo a todos os seres humanos, “… faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte…” (13:16) Tal marca seria obrigatória entre os conscientes e inconscientes seguidores da besta, com o aval da figura de autoridade do anticristo. A identificação seria usada como uma espécie de documento oficial, “para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca…” (13:17)