5 de mai de 2008

A Vida de Paulo - Parte II

F- Depois da sua Conversão

Após ser convertido e cheio do Espírito Santo, iniciou o seu chamado de pregador ali mesmo em Damasco pregando a verdade, dizendo que Jesus era o Filho de Deus. (Atos 9:20).

Foi para Arábia para pregar e voltou para Damasco e isso ocorreu antes de ir para Jerusalém. (Gálatas 1:17).

Após 3 anos subiu até Jerusalém para ver Pedro ou melhor dizendo par fazer uma visita á Jerusalem, mas ali ele teria problemas porque o povo de Jerusalém desconfiava dele (Atos 9:26), pois não acreditavam que agora fosse um discípulo de Jesus.

Então Barnabé o ajudou e tomando consigo levou-o aos apóstolos para contar o que lhe havia acontecido, ou seja, falar sobre o encontro que tivera com o Senhor Jesus Cristo. (Atos 9:27).

Estando Paulo já apregoando a Palavra de Deus ousadamente em nome do Senhor, os judeus ainda estavam perseguindo ele, pois queriam mata-lo. Então foi ter um momento de oração no templo e se encontrou em êxtase quando viu Jesus em uma visão que lhe disse: "Apressa-te, e sai logo de Jerusalém, porque não receberão o teu testemunho acerca de mim". (Atos 22:17-18).

Como era um homem obediente ele fez o qe o Senhor lhe mandara fazer e acompanhado pelos apóstolos até á Cesaréia, foi para Tarso sua cidade natal.

Após chegar em Tarso e passado algum tempo, Barnabé foi ao seu encontro pois iria leva-lo para Antioquia e foi o que aconteceu (Atos 11:25-26). Estando em Antioquia trabalhou ensinando muita gente na igreja. (Atos 11:26)

G- Primeira Viagem Missionária

Seu trabalho iniciou em Chipre (que é uma ilha situada no mar Egeu oriental ao sul da Turquia, cujo território é o mais próximo, seguindo-se a Síria e o Líbano, a leste. Segundo a lei internacional, a ilha, no seu todo, é um país independente).

Na ilha de Salamina após terem chegado anunciava a Palavra de Deus nas sinagogas (Casa de oração dos judeus; surgiram durante o exílio na Babilônia, entre os judeus que amavam a Deus mas não podiam adorar no templo em Jerusalém) dos judeus tendo João como auxiliar. (Atos 13:5). A ilha de Salamita é a maior ilha do Golfo Sarônico e é aproximadamente 2 Km do Pireo.

Após ter atravessado toda a ilha de Salamita, Paulo foi até Pafos que é uma cidade portuaria no sudoeste de Chipre, capital do distrito de mesmo nome. Tendo ali chegado começou o seu trabalho que era converter o procônsul Sergio Paulo. Não foi fácil porque ali encontrava-se um mágico, falso profeta, chamado Bar-Jesus que andava com o procônsul e junto com Elimas, que era o encantador( que é assim que interpreta o seu nome) procuravam apartar da fé do procônsul.

Mas como Paulo que ali ainda era Saulo, era cheio do Espírito Santo expulsou Elimas, pois o mesmo era filho do diabo que estava ali para perturbar os retos dos caminhos do Senhor, então veio sobre ele uma cegueira que não pode mais ver o sol por algum tempo. Tendo acontecido isso e o procônsul vendo tudo, creu maravilhado na doutrina do Senhor. (Atos 13:4-12).

Nesse período o seu nome já não era mais Saulo, mas Paulo onde todos começaram a te chamar dessa forma. (Atos 13:9,13)

Chegando em Perge que era uma cidade de Panfilia a uns 10 Km da costa e 5 Km ao oeste do rio Kaistros, onde teve uma baixa em sua equipe, pois o seu auxiliar João o deixou e foi embora. (Atos 13:13)

Então saindo de Perge, chegaram a Antioquia da Pisidia e entrando na sinagoga ali pregou e ensinou a Palavra de Deus. Antioquia foi uma cidade antiga erguida na margem esquerda do rio Orentes e hoje é a moderna Antaquia na Turquia (Atos 13:14-41). Após isso sacudindo, porém, contra eles o pó dos seus pés, partiram para Icônio(Atos 13:51).

Icônio era uma antiga cidade do sul da provincia romana da Galácia, onde o apóstolo Paulo pregou conforme esta escrito em (Atos 14:1-5). Segundo mostra aqui Paulo e Barnabé pregou na sinagoga onde uma grande multidão de judeus e gregos converteram-se.

Saindo de Icônio foram fugidos para Listra de Derbe cidades da Licaônia e ali pregavam e evangelho de Cristo. Em Listra havia um certo homem aleijado dos pés, coxo desde o ventre de sua mãe, o qual nunca tinha andado. Paulo fitando os olhos nele viu que o homem tinha fé para ser curado e disse: "Levanta-te direito sobre teus pés". E ele saltou ,e andava as pessoas de Listra
pensaram que ele era um deus e quiseram sacrificar para ele. Depois as pessoas se voltaram contra ele o apedrejando e expulsando da cidade(Atos 14:6-20).
Em Serbe ele faz a última visita entre as cidades onde anunciavam o evangelho e fez ali muitos discipulos(Atos 14:20). Derbe era uma antiga cidade da província romana da Licônia e que pasou a fazer parte do sul da Galacia.
Após estas visitas missionário Paulo começa sua viagem de volta (Atos 14:21-28).

Curisosidades Biblicas

Mandamentos:
A Bíblia registra cerca de 6468 ordens ou mandamentos.

Livro Desconhecido
A Bíblia menciona um livro que nos é desconhecido: Livro das Guerras do Senhor,Nm 21.14.

Capítulos semelhantes:
O segundo capítulo de Esdras é semelhante ao sétimo capítulo de Neemias.

Deus:
O livro de Ester e Cantares não registram uma única vez a palavra “Deus”, embora Sua Presença e interferência estão ali mais que patentes.

Selá
A palavra “Sela” é usada 71 vezes nos Salmos e no salmo de Habacuque capítulo 3, versos 3,9 e 13. É uma palavra Hebraica que significa Elevação. Provavelmente era usada para elevar o canto de piano (suave ou fraco) para forte.

O centro da Bíblia:
O versículo central da Bíblia é Salmo 118.8.

Livro pequeno:
Obadias, no Antigo Testamento, contém apenas um capítulo.

Evangelho:
Palavra de origem grega, que significa “Boa Nova”. Aparece 75 vezes no Novo Testamento.

Jesus:
Jesus se referiu a si mesmo como “Filho do homem” por cerca de 80 vezes.

Jesus 2:
Quando Mateus narra a parábola da semente e refere-se à semente que caiu em boa terra, ele diz que produziu à 100,60 e 30 por um. Porém, quando Marcos narra a mesma parábola contada por Jesus e refere-se à semente que caiu em boa terra, ele diz produziu a 30, 60 e 100 por um (Mt 13.8). Esta inversão foi proposital e é explicada pelo fato de Mateus apresentar Jesus como Rei, buscando exaltá-lo e Marcos apresentar Jesus como servo, e servo, buscando, assim, expor sua humildade.

Sonhos de mulher:
A mulher de Pilatos é a única que tem seu sonho registrado na Bíblia, Mt 27.19.

Idade feminina:
Sara, esposa de Abraão (Gn.23.1) e a profetisa Ana (Lc.2.36,37), são as únicas mulheres na Bíblia que têm suas idades mencionadas.

El Shaddai:
Significa “Deus todo poderoso” e aparece cerca 50 vezes na Bíblia - 31 vezes somente no livro de Jó.

O Personagem mais citado na Bíblia:
É Davi. Aparece cerca de 1105 vezes em toda a Bíblia.

O maior compositor:
Ao contrário do que muitos pensam, não foi Davi o maior compositor musical da Bíblia, mas seu filho Salomão. Ele compôs nada mais nada menos que 1005 músicas (1Rs 4.32).

Línguas originais da Bíblia:
São três: Hebraico, aramaico e grego.

Numerologia bíblica:
Os números três e sete são os que mais aparecem nas citações bíblicas referentes aos números.

Juizo final:
Além do Livro da Vida, outros livros serão abertos neste Dia. São eles: 1º) Livro do corpo, Sl 139.16, 2º) Livro das Lágrimas, Sl 56.8, 3º) Livro da Maldição, Zc 5.1-3, 4º) Livro das Palavras, Ml 3.13-16; Sl 69.28.

Não temas:
Esta expressão encorajadora aparece por 365 vezes em toda a extensão da Bíblia.

Encerramento dos Testamentos
O Antigo Testamento encerra citando a palavra: Maldição, e o Novo Testamento encerra citando: A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo

Quantas letras tem a Bíblia?
A Bíblia contém cerca de 3.566.480 letras, que constituem 773.692 palavras.

Quantos versículos tem a Bíblia?
A Bíblia, na tradução de Almeida Revista e Corrigida, possui 31.105 versículos (o maior é Et 8.9; o menor é Êx 20.13).

Quantos capítulos tem a Bíblia?
A Bíblia conta com 1189 capítulos.

Quando a Bíblia foi dividida em capítulos e por quem?
A Bíblia Sagrada foi dividida em capítulos no século XIII (entre 1234 e 1242), pelo teólogo Stephen Langhton, então Bispo de Canterbury, na Inglaterra, e professor da Universidade de Paris, na França.

Quando a Bíblia foi dividida em versículos e por quem?
A divisão do Antigo Testamento em versículos foi estabelecida por estudiosos judeus das Escrituras Sagradas, chamados de massoretas. Com hábitos monásticos e ascéticos, os massoretas dedicavam suas vidas à recitação e cópia das Escrituras, bem como à formulação da gramática hebraica e técnicas didáticas de ensino do texto bíblico. Foram eles que, entre os séculos IX e X primeiro dividiram o texto hebraico (do Antigo Testamento) em versículos. Influenciado pelo trabalho dos massoretas no Antigo Testamento, um impressor francês chamado Robert d’Etiénne, dividiu o Novo Testamento em versículos no ano de 1551. D’Etiénne morava então em Gênova, na Itália.

Qual (is) a(s) primeira(s) Bíblia(s) completa(s) publicada(s) com a divisão de capítulos e versículos?
Até boa parte do século XVI, as Bíblias eram publicadas somente com os capítulos. Foi assim, por exemplo, com a Bíblia que Lutero traduziu para o Alemão, por volta de 1530. A primeira Bíblia a ser publicada incluindo integralmente a divisão de capítulos e versículos foi a Bíblia de Genebra, lançada em 1560, na Suiça. Os primeiros editores da Bíblia de Genebra optaram pelos capítulos e versículos vendo nisto grande utilidade para a memorização, localização e comparação de passagens bíblicas. (Hoje, as notas históricas dos estudiosos protestantes de Genebra agregadas a novas notas de estudo podem ser encontradas em um recente lançamento da Sociedade Bíblica do Brasil: a Bíblia de Estudo de Genebra.) Em Português, já a primeira edição do Novo Testamento de João Ferreira de Almeida (1681) foi publicada com a divisão de capítulos e versículos.

Qual o maior capítulo da Bíblia?
O maior capítulo da Bíblia é o Salmo 119, com 176 versículos.

Qual o menor capítulo da Bíblia?
O menor capítulo da Bíblia é o Salmo 117, com 2 versículos apenas.

Biblicamente qual é o conceito de vaidade? Vaidade é um pecado?

O dicionário da língua portuguesa Silveira Bueno define vaidade como “desejo exagerado de atrair admirações ou as homenagens dos outros, ostentação, presunção, futilidade e orgulho”, uma definição dura e pouco lisonjeira. Porém a bíblia atribui a esta palavra outros significados e conotações.

No livro de Eclesiastes a Bíblia dá a esta palavra uma explicação mais genérica e abrangente: Vaidade de vaidades, diz o pregador, vaidade de vaidades! Tudo é vaidade. (Eclesiastes 1:2) Até mesmo o trabalho é definido como vaidade. Vaidade é pecado? Se sim, podemos concluir com base bíblica que tudo é pecado.

No livro de Jó vaidade é sinônimo de vida. A minha vida abomino, pois não viveria para sempre; retira-te de mim; pois vaidade são os meus dias. (Jó 7:16) Em Salmos o homem é definido como vaidade. Quando castigas o homem, com repreensões por causa da iniqüidade, fazes com que a sua beleza se consuma como a traça; assim todo homem é vaidade. (Salmos 39:11).

Pensamentos são vaidades. Não é exagero, é afirmação bíblica. O Senhor conhece os pensamentos do homem, que são vaidades. (Salmos 94:11). No livro de provérbios a falsidade é definida como vaidade. Trabalhar com língua falsa para ajuntar tesouros é vaidade que conduz aqueles que buscam a morte. (Provérbios 21:6). No novo testamento descobrimos que todos os homens e estão sujeitos a ela. Porque a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa do que a sujeitou, (Romanos 8:20).

A vaidade nos prejudica quando atrapalha nosso relacionamento com Deus. Devemos ser sábios e prudentes para não ser dominados por ela. Por outro lado ela está presente em nossa vida, faz parte da natureza humana é inevitável. O que podemos fazer é orar como fez o salmista e nos preocupar mais com as coisas espirituais e menos com as materiais. “Desvia os meus olhos de contemplarem a vaidade, e vivifica-me no teu caminho.”(Salmos 119:37)
Pra. Edileusa Feliciano