10 de jan de 2008

Mentirinha ou Mentirona

Quando podemos mentir e quando não podemos? Quer saber?


Existem situações nas quais uma mentira se faz necessária? Existe alguma forma de mentir sem estar indo contra a Palavra do Senhor? Qual é a diferença entre a mentira considerada grave e uma mentira mais leve? Essas são algumas perguntas que circulam nas mentes de muitas pessoas, principalmente dos jovens.

Para mentiras não existem limites de tamanho, qualquer uma pode abrir as portas para um caminho pelo qual retornar se torna muito mais difícil. Satanás foi o primeiro ser que começou a mentir e a fingir. Ele tramava contra Deus por baixo dos panos, pensando que de alguma forma iria enganar o seu criador. Infelizmente muitas pessoas vivem como Satanás imaginando estar fazendo as coisas totalmente por “baixo dos panos” se esquecendo que não há nada que façamos na terra, no mar ou no ar que Deus não esteja observando.

Durante a infância muitas crianças escutam os pais contando histórias repletas de ... bem, podemos chamar de ficção. Porém, essa ficção quando é revelada para uma criança, que tem certo entendimento em uma fase mais avançada, se transforma em mentira. “Papai ou mamãe mentiram pra mim quando me falaram do ‘lobo-mau’ ” é um exemplo claro disso. Muitas pessoas acreditam que contando histórias assustadoras para seus filhos eles terão menor interesse em realizar certas brincadeiras, mas fazendo isso as crianças crescem e vão criando suas próprias histórias.

Na fase da adolescência e do descobrimento essas histórias que são criadas pelos jovens assumem tamanhos exorbitantes e podem causar inúmeros problemas para eles no colégio, trabalho e círculo de amizades. E a vida vai passando, os problemas vão aumentando, as fugas enganosas vão se tornando cada vez mais freqüentes e até, em certo ponto, “inevitáveis” para aqueles que passaram toda sua vida assim.

Mas Deus tem algo diferente para a vida dessas pessoas. Deus quer mudar essa situação na qual elas estão, ele quer e ele pode fazer desde que exista espaço para atuar em sua vida. Se existe ainda mentira em sua vida, mesmo que elas pareçam grandes demais para serem solucionadas, traga à tona a realidade dos fatos.

A mentira não pode mais ter lugar em sua vida, pois ela tem um pai, um formador. Está escrito em João 8.44: Vós tendes por pai o Diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele é homicida desde o princípio, e nunca se firmou na verdade, porque nele não há verdade; quando ele profere MENTIRA, fala do que lhe é próprio; porque é mentiroso, e pai da MENTIRA.

Mas Deus é Pai de amor e perdão e não quer nos ver presos às armadilhas das trevas. Por isso ele nos diz em Efésios 4.25 Pelo que deixai a MENTIRA, e falai a verdade cada um com o seu próximo, pois somos membros uns dos outros.

Voltemos aos braços do Pai. Vamos nos reconciliar com todos; falemos somente a verdade e apregoando essa verdade em todos os cantos aonde formos poderemos ganhar o mundo para o Reino de Deus. Pois Jesus Cristo é o caminho, a VERDADE e a vida, ninguém vai ao Pai senão por ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá Pessoal todos estão autorizados a deixar o seu comentário do conteúdo deste Projeto e assim que puder estarei lendo e se possível respondendo.
Fiquem com Deus!