30 de jan de 2008

O que a Bíblia fala a respeito de guerra e de paz

De onde procedem guerras e contendas, que há entre vós? Essa não é uma pergunta somente para os dias atuais, visto que estamos vivendo um tempo de guerra. Contudo, essa já era uma questão citada na Palavra do Senhor. Em sua carta, Tiago, responde a essa indagação: De onde, senão dos prazeres que militam na vossa carne? (Tg 4.1). Tiago relata que as guerras e contendas são procedentes da concupiscência humana.

Por meio deste texto podemos ver como a Bíblia é rica em assuntos e também atual. Por isso está escrito: Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão. (Mateus 24.35.). A primeira guerra relatada na Bíblia é a de quatro reis contra cinco, cuja referência se encontra no capítulo 14 de Gênesis. Esses reis eram contemporâneos de Abraão.

Atualmente a guerra travada entre os Estados Unidos – a maior potência mundial econômica e bélica –, e o Iraque – país detentor da segunda maior reserva de petróleo, reacendeu a discussão a respeito de guerra e paz. Entretanto, quando abordamos sobre estes dois assuntos não podemos deixar de lado o maior referencial existente a respeito: a Bíblia Sagrada. É interessante observar o que a Palavra de Deus diz sobre o assunto. Como eram as guerras no Antigo e Novo Testamento? Que armas eram usadas? Como os exércitos eram divididos? E a paz, o que as Escrituram afirmam sobre ela? Para uma melhor compreensão da guerra e da paz sob o ponto de vista bíblico, vejamos diversas referências a respeito:

1 - Guerra
· Exércitos
Sua antiguidade: Gn 14.1-8
Os exércitos antigos eram freqüentemente numerosos: Js 11.4; 1Sm 13.5
Os de diferentes nações freqüentemente se confederavam: Js 9.2; 10. 5; Js 3.13; 1Rs 20.1
Tropas freqüentemente eram alugadas: 1Cr 19.7; 2Cr 25.6

· Eram compostos de:
Argueiros e atiradores de funda: 1 Cr 12.2; Jr 4.29
Lanceiros ou tropas pesadas: Sl 68.30; At 23.23
Cavaleiros: Ex 14.9; 1Rs 20.20
Carruagens: Js 17.16; Jz 4.3
Freqüentemente consistiam de todo o efetivo de uma nação: Nm 21.23; 1Sm 29.1
Dotados de estandartes: Ct 6.4; Is 10.18; Jr 4.21
Acompanhados por animais de cargo e vagões para bagagem: Jz 7.12; 2Rs 7.7; Ez 23.24
Geralmente em três divisões: Gn 14.15; Jó 1.17

· Marchavam
Freqüentemente em fila aberta: Hc 1.6,8
Com ordem e precisão: Is 5.27
Com rapidez: Jr 48.40; Hc 1.8
Com ruído e tumulto: Is 17.12,13

· Empregados
Em batalhas: 1Sm 17.2,3; 1Cr 19.17
Em cercos e cidades: Dt 20.12; is 29.3
Em assaltos contra cidades: Js 7.3,4; Jz 9.45
Freqüentemente surpreendiam o inimigo: Js 8.2; 2Cr 13.13; Jr 51.12
Iniciavam suas batalhas com um grito: 1Sm 17.20; 2Cr 13.15; Jr 51.14
Suportavam freqüentemente labuta e fadiga: Ez 29.28

· Acampavam-se:
Nos campos abertos: 2Sm 11.11; 1Cr 11.15
Defronte das cidades: Js 10.5; 11.1

· Freqüentemente destruídos
Pelo inimigo: Êx 17.13; Js 10.10,20
Por si mesmos, devido a intervenção divina: Jz 7.22; 1Sm 14.15,16; 1Cr 2023
Por meios sobrenaturais: Js 10.11; 2Rs 19.35

· Comparados a:
Redemoinhos: Jr 25.32
Águas de um rio: Is 8.7
Lagartas: Jr 51.14,27
Gafanhotos: Jz 6.3-5; 7.12; Is 33.4; Ap 9.3,7
Moscas: Is 7.18,19
Nuvens: Ez 38. 9-16

· Exército de Israel
Primeira menção: Êx 7.4
Convocados pelo sonido da trombeta: Jz 3.27; 6.34

· Chamados de:
Exército: Dt 23.9; 1Sm 23.19
Exército do Deus vivo: 1Sm 17.26
Compostos de Infantaria: Nm 11.21; Jz 5.15
Cavaleiros e carros introduzidos após o reino de Davi: 1Rs 1.5; 4.26

· Divididos em:
Três divisões: Jz 7.16; 1Sm 11.11
Vanguarda e retaguarda: Js 6.9
Companhias de milhares etc.: Nm 31.14; 2Rs 1.9,11; 1Cr 13.1; 27.1
Comandados pelo capitão do exército: 2Sm 2.8; 17.25; 20.23
Freqüentemente dirigidos pelo rei, pessoalmente: 1Sm 8.20; 15.4,5; 2Sm 12.29; 1Rs cap. 22

· Pessoas isentas de Serviço Militar
Os que tinham edificado uma casa: Dt 20.5
Os que tinham plantado um vinha: Dt 20.6
Os que ficaram noivos há pouco: Dt 2.7
Os que eram recém-casados: Dt 24.5
Os que recusavam a servir eram, estigmatizados: Jz 5.15-17
Os que se recusavam a servir eram freqüentemente punidos: Jz 21.5,8-11; 1Sm 11.7
Os medrosos podiam deixar de servir: Dt 20.8; Jz 7.3
Algumas vezes os exércitos consistiam da nação inteira: Jz 20.11; 1Sm 11.7

· Antes de partirem para a guerra
Eram numerados e passados em revista: 2 Sm 18.1,2,4; 1Rs 10.15,27
Requeridos absterem-se de iniqüidade: Dt 23.9
Consultavam ao Senhor: Jz 1.1; 20.27,28
Encorajados pelos comandantes: 2Cr 20.20
A arca de Deus era freqüentemente levada com o exército: Js 6.6,7; 1Sm 4.4,5; 2Sm 11.11; 15.24
Auxiliados pelos sacerdotes, com trombetas: Nm 10.9; 31.6; 2Cr 13.13,14
Freqüentemente entoavam louvores a Deus: 2Cr 20.21,22
Bravura e fidelidade eram recompensadas: Js 15.16; 1Sm 17.25; 18.17; 2Sm 18.11; 1Cr 11.6
Eram selecionados homens dos exércitos para empreendimentos difíceis: Êx 17.9; Nm 31.5,6; Js 7.4; 8.3; Jz 7.5,6; 2Sm 17.1
Eram dirigidos por Deus em suas manobras: Js 8.1,2; Jz 1.2; 2Sm 5.25; 1Cr 14.16
Com a ajuda do Deus Todo-Poderoso: Lv 26.3,7,8; Dt 7.24; 32.30; Js 1.5
Sem Deus eram vencidos: Lv 26.17; Nm 14.42,45

· Modo de Aprovisionamento
Traziam seu próprio alimento: Js 1.11
Suas famílias enviam alimento: 1Sm 17.17
Impostos em forma de contribuição: Jz 8.5; 1Sm 25.4-8
Presentes: 2Sm 17.27-29
Purificados ao retornarem da guerra: Nm 31.19-24
Dispensados após a guerra: 1Sm 13.2; 1Rs 22.36

2 - Armas de guerra
· Feitas de ferro, aço ou bronze: Jô 20.24; 1Sm 17.5-6

· Ofensivas
Espada: Jz 20.15; Ez 32.27
Espada de dois gumes: Sl 149.6; Pv 5.4
Adaga: Jz 3.16,21-22
Dardo: 1Sm 18.10,11; 2Sm 18.14
Lança: 1Sm 26.7; Jz 50.42
Ariete: Ez 26.9; Jz 51.20
Arco e flechas: Gn 48.22; 1Rs 22.34
Funda: 1Sm 17.50; 2Rs 3.25
Cacetes: Mt 26.47
Chamadas armas de guerra: 2Sm 1.27; 1Cr 12.33,37
Chamadas instrumentos de morte: Sl 7.13

· Defensivas
Capacetes: 1Sm 17.5,38; 2Cr 26
Cota de malhas, couraça de escamas, couraças etc.: 1Sm 17.5,38; Êx 28.32; Jr 46.4; Ap 9.9
Cinto: 1Sm 18.4; 2Sm 18.11
Caneleiras: 1Sm 17.6
Dardo: 1Sm 17. 6
Escudo: 1Rs 10.16,17; 14.26,27; 1Cr 5.18
Pavês: Ez 26.8
Chamadas armaduras: 1Rs 22.34; Lc 11.22

· Para cerco
Arietes: 2Sm 20.15; Ez 4.2
Máquinas de atirar flechas e pedras etc.: 2Cr 26.15
Não usadas ordinariamente: 1Sm 21.8
Preparadas ao primeiro alarme: Is 8.9; Jr 46. 3,4
Arsenais construídos para as mesmas: 2Rs 20.13; Ct 4.4
Preparados em grande quantidade: 2Cr 32.5

· Eram providas:
Pelos próprios indivíduos: 1Cr 12.33,37
Dos arsenais públicos: 2Cr 11.12; 26.14
Freqüentemente dadas como presentes: 1Rs 10.25

· Antes de serem usadas
Testadas e experimentadas: 1Sm 17.39
Polidas: Jr 46.4; Ez 21.9-11, 28
Ungidas: Is 21.5
Uma parte conduzida por armeiros: Jz 9.54; 1Sm 14.1; 16.21
Penduradas nos muros das cidades: Ez 27.10,11

· Ilustram:
A armadura espiritual: Rm 13.12; 1Co 6.7; Ef 6.11-14; Ts 5.8
As armas espirituais: 2Co 10.4; Ef 6.17
Os julgamentos de Deus: Is 13.5; Jr 50.25

· O arco como arma de guerra
Um instrumento de guerra: Gn 48.22; Is 7.24
Algumas vezes usado na caça: Gn 27.3
Para lançar dardos: 1 Cr 12.2
Chamado de arco de guerra: Zc 9.10; 10.4
Os que o usavam chamados de flecheiros: Jr 4.29; 51.3; 1Sm 31.3
Usualmente feito de aço: 2Sm 22;35; Jó 20.24
Seguro na mão esquerda: Ez 39.3
Usados com toda a força: 2Rs 9.24
Os judeus eram ensinados a manejá-los: 2Sm 1.18

· Ilustram:
Poder e força: Jó 29.20
A língua do ímpio: Sl 11.2; Jr 9.3
(Quando enganoso), o hipócrita: Sl 78.57; Os 7.16
(Quando partido), a derrubada de um poder: 1Sm 2.4; Jr 49.35; Os 1.5; 2.18

· Flechas
Armas mortais e destruidoras: Pv 26.18
Chamadas flechas polidas: Is 49.2
Agudas: Sl 120.4; Jr 51.11
Algumas eram envenenadas: Jó 6.4
Transportadas numa aljava: Gn 27.3; Is 49.2; Jr 5.16; Lm 3.13

· Lançadas por:
Arco: Sl 11.2; Is 7.24
Uma máquina: 2Cr 26.15
Contra um alvo, por diversão: 1Sm 20.20-22
Contra as feras: Gn 27.3
Contra os inimigos: 2Rs 19.32; Jr 50.14
Com grande ímpeto: Nm 24.8; 2Rs 9.24
Feita alusão à sua rapidez: Zc 9.14
Os antigos adivinhavam por meio delas: Ez 21.21

· Ilustram:
Cristo: Is 49.2
A palavra de Cristo: Sl 45.5
O julgamento de Deus: Dt 32.23-42; Sl 7.13; 21.12; 64.7; Ez 5.16
Aflições severas: Jô 6.4; Sl 38.2
Palavras amargas: Sl 64.3
Línguas caluniadoras: Jr 9.8
Falsas testemunhas: Pv 25.18
Artifícios dos iníquos: Sl 11.2
Crianças pequenas: Sl 127.4
Faíscas: Sl 77.17-18; Hc 3.11
(Quebradas), destruição de poder: Sl 76.3
(Caindo da mão), poder paralisador: Ez 39.3

Armas vãs
Confiança nas armas inúteis: 1Sm 17.45; Sl 44.6; Os 1.7; Ag 2.22

Armas espirituais
· Armas e armaduras dos santos
Referências gerais: 1Sm 17.45; 2Co 10.4; Ef 6.17; Hb 4.12; Ap 12.11
Armadura provida: Rm 13.12; 2Co 6.7; Ef 6.11; 1Ts 5.8
Espada do Espírito: Is 11.4; Ef 6.17; 2Ts 2.8; Hb 4.12; Ap 1.16; Ap 2.12,16

3 - Soldados espirituais
Não é segundo a carne: 2Co 10.3
É o bom combate: 1Tm 1.18,19
Chamado de bom combate da fé: 1Tm 6.12

· É contra:
Satanás: Gn 3.15; 2Co 2.11; Ef 6.12; Tg 4.7; Gl 5.17; 1Pe 2.11; 5.8; Ap 12.17
A carne: Rm 7.23; 1Co 9.25-27; 2Co 12.7
Os inimigos: Sl 38.19; 56.2; 59.3
O mundo: Jo 16.33; 1Jo 5.4,5
A morte: 1Co 15.26 com Hb 2.14,15
Freqüentemente se origina na oposição de amigos ou parentes: Mq 7.6 com Mt 10.35,36

· Dever ser efetuado:
Sob Cristo, como nosso capitão: Hb 2.10
Sob o estandarte do Senhor: Sl 60.4
Com fé: 1Tm 1.18,19
Com boa consciência: 1Tm 1.18,19
Com perseverança na fé: 1Co 16.13; 1Pe 5.9 com Hb 10.23
Com zelo: Jd 3
Com vigilância: 1Co 16.13; 1Pe 5.8
Com sobriedade: 1ts 5.6; 1Pe 5.8
Com constância: 2Tm 2.3,10
Com autonegação: 1Co 9.25-27
Com confiança em Deus: Sl 27:1-3
Com oração: Sl 35.1-3; Ef 6.18
Sem cuidados mundanos: 2Tm 2.4
Meros professos, não o sustentam: Jr 9.3

· Sua armadura
Cinto da verdade: Ef 6.14
Peitoral da retidão: Ef 6.14Preparação do Evangelho: Ef 6.15
Escudo da fé: Ef 6.16
Capacete da salvação: Ef 6.17; 1Ts 5.8
Espada do Espírito: Ef 6.17
Chamada armadura de Deus: Ef 6.11
Chamada armadura de justiça: 2Co 6.7
Chamada armadura da luz: Rm 13.12
Não carnal: 2Co 10.4
Poderosa por meio de Deus: 2Co 10.4,5
É exigida toda: Ef 6.13
Deve ser revestida: Rm 13.12. Ef 6.11
Dever estar nas mãos esquerda e direita: 1Co 6.7

· A vitória nesse Combate
Vem de Deus: 1Co 15.57; 2Co 2.14
Vem por meio de Cristo: Rm 7.25; 1Co 15.27; 2Co 12.9; Ap 12.11
Vem pela fé: Hb 11.33-37; 1Jo 5.4,5
Contra Satanás: Rm 16.20; 1Jo 2.14
Contra a carne: Rm 7.24,25; Gl 5.24
Contra o mundo: 1Jo 5.4,5
Contra tudo que se exalta: 2Co 10.5
Contra a morte e a sepultura: Is 25.8; 26.19; Os 13.14; 1Co 15.54,55
É triunfal: Rm 8.37; 2Co 10.5

· Os vencedores:
Comerão do maná escondido: Ap 2.17
Comerão da árvore da vida: Ap 2.7
Vestir-se-ão de vestes brancas: Ap 3.5
Serão colunas no templo de Deus: Ap 3.12
Sentar-se-ão com Cristo em Seu trono: Ap 3.21
Terão uma pedrinha com novo nome: Ap 2.17
Terão poder sobre as nações: Ap 2.26
Cristo escreverá neles o nome de Deus: Ap 3.12
Deus será seu Deus: Ap 21.7
Terão a estrela da manhã: Ap 2.28
Herdarão tudo: Ap 21.7
Cristo confessá-los-á perante o Pai: Ap 3.5
Serão filhos de Deus: Ap 21.7
Não serão tocados pela segunda morte: Ap 2.11
Seus nomes não serão riscados do Livro da Vida: Ap 3.5

4 - Guerra de extermínio
· Guerras de extermínio efetuadas contra seus habitantes primitivos: Nm 31.7; Dt 7.2; 13.15; 20.17; 1Sm 15.33

5 - Guarnição militar
· Guarnições: 1Sm 13.3; 2Sm 8.6; 23.14; 1Cr 18.13

6 - Guerreiro
· Guerreiros: Nm 32.17; Js 4.13; 1Cr 8.40; 12.2,8,21; 2Cr 14.8; 17.18; 25.5; 26.13

7 - Paz
· Uma era de paz profetizada: Sl 46.9; Is 2.4; Os 2.18; Zc 9.10
· Obrigação de preservar a paz: Mc 9.50; Rm 12.18; 14.19; Hb 12.14
· Predita pelos profetas: Is 2.4; 9.7; 11.9; 65.25; Os 2.18; Mq 4.4; Zc 9.10
· Períodos de paz, na História de Israel: Js 11.23; 14.15; 2144; 1Rs 4.24; 5.4; 1Cr 22.9; 2Cr 14.6
· Paz, Deus seu autor: Sl 147.14; Is 45.7; 1Co 14.33

· Resulta:
Da sabedoria: Tg 3.17
Do governo de Cristo: Is 2.4
Da oração a favor dos governantes: 1Tm 2.2
Do procurar a paz daqueles com quem habitamos: Jr 29.7
Necessária para o desfrutamento da vida: Sl 34.12-14 com 1Pe 3.10,11

· Deus a concede aos que:
Obedecem-Lhe: Lv 26.6
Agradam-Lhe: Pv 16.7
Suportam Seu castigo: Jó 5.17,23,24
É um veículo de união: Ef 4.3
O fruto da justiça precisa ser semeado na paz: Tg 3.18
A Igreja desfrutará dela: Sl 125.5. 128.6; Is 2.4; Os 2.18

· Os santos devem:
Amá-la: Zc 8.19
Buscá-la: Sl 34.14 com 1Pe 3.11
Segui-la: 2Tm 2.22
Seguir o que conduz à paz: Rm 14.19
Cultivá-la: Sl 120.7
Falá-la: Est 10.3
Vivê-la: 2Co 13.11
Tê-la entre si: Mc 9.50; 1Ts 5.13
Esforçar-se para tê-la com todos: Rm 12.18; Hb 12.14
Oremos pela paz da Igreja: Sl 122.6-8
Exortemos outros sobre a mesma: Gn 45.24
Os ministros devem exortar a respeito: 2Ts 3.12
Suas vantagens: Pv 17.1; Ec 4.6
Sua bênção: Sl 133.1
Bênção de promovê-la: Mt 5.9

· Os ímpios:
Falam hipocritamente de paz: Sl 28.3
Não a professam: Sl 35.20
Não desfrutam dela: Is 48.22; Ez 7.25
São opostos à paz: Sl 120.7
Odeiam-na: Sl 120.6
Abundará nos últimos dias: Is 2.4; 11.13; 32.18

· Pacificadores: Pv 12.20; Mt 5.9; Rm 14.19

8 - Tempo de amar, e tempo de aborrecer; tempo de guerra, e tempo de paz. (Ec 3:8)

Fonte de Pesquisa : Todas as referências citadas neste estudo foram retiradas da Bíblia Vida Nova – Referências, Notas Explicativas, Enciclopédia de Assuntos.

Um comentário:

  1. Ola irmão
    gostei muito do texto
    eu estudo teologia e tenho um blog também!
    eu gostaria que vc visitasse e nos seguisse!
    http://sabendomaissobreaigreja.blogspot.com/

    la vcs serão bem vindos!

    ResponderExcluir

Olá Pessoal todos estão autorizados a deixar o seu comentário do conteúdo deste Projeto e assim que puder estarei lendo e se possível respondendo.
Fiquem com Deus!