13 de ago de 2008

Adorando a Deus e Fechando as brechas

Na Bíblia Sagrada, nossa regra de Fé e conduta, vemos um Deus apaixonado pelos seres humanos (Jo 3:16) e os seres humanos procurando por respostas (Jó, Abraão, Jacó, Zaqueu, etc.).

Esta paixão pelos seres humanos leva Deus a procurar basicamente dois tipos de pessoas:

- As que O adoram em Espírito e em Verdade (Jo 4:23).
- As que fecham as brechas (Is 58:12 / Ez 22:30).

Tenho sido levado por Deus a alguns lugares para pregar o Evangelho e tenho visto muitos irmãos com boa vontade em realizar diversas tarefas. Porém, muitos são ineficazes porque suas vidas não estão curadas. A Verdade de Deus não está presente em suas vidas!

Muitas vezes a sede de conhecer e ser tocado por Deus leva-os de maneira desenfreada a fazer tudo a que são comissionados pelo homem. Em outras vezes, a extrema valorização do trabalho cristão dentro das igrejas (Comunidades locais aonde se congrega) desperta a necessidade de "fazer" em detrimento do "SER". Fazer independentemente de estar em Verdade (Em Cristo) ou não diante de Deus.

Estes fatos ocorrem com essas pessoas porque ainda não estabeleceram uma teologia satisfatória de vida digna da Fé que a Bíblia Sagrada nos outorga. Resultado: Não existe eficácia no trabalho comissionado por Deus.

Não podemos mais ter dicotomias escravizantes reduzindo o serviço cristão ao "fazer". Isto é muito simplório para Deus.

Devemos ser gestores responsáveis pela obra que o Senhor coloca em nossas mãos. Em Verdade e em Novidade de Vida.

Como o Senhor fez com Isaías (Is 6:5 a 7), carecemos ser confrontados para que a brasa venha do Trono de Deus e toque nossos lábios para sermos curados. A Vontade suprema de Deus são ministérios eficazes.

O curados para servir é bem apropriado para o momento em que vive a Igreja brasileira, pois, por mais que neguemos, necessitamos um reavivamento diário, uma cura diária.

Devemos perguntar a cada manhã em que o Senhor quer nos curar para que possamos ser eficazes para o seu Reino.

Sermos curados para O adorarmos em Espírito e em Verdade.

Sermos curados para fecharmos as brechas.
O Senhor abre a ferida e depois cura (Os 6:1)!
Portanto, qual é o grande desafio?

O grande desafio é que no final da caminhada, o cristão tenha a convicção de ter estado em Espírito e em Verdade diante de Deus servindo-O em toda boa obra, somente em boas obras (Cl 1:10 / 2 Tm 2:20 / 2 Tm 3:17 / Tt 1:16)

Um comentário:

  1. meu irmão a paz do Senhor! seu post está excelente e falou muito ao meu coração! Deus continue te usando!

    ResponderExcluir

Olá Pessoal todos estão autorizados a deixar o seu comentário do conteúdo deste Projeto e assim que puder estarei lendo e se possível respondendo.
Fiquem com Deus!