13 de fev de 2009

(Tema 3) LIDANDO COM AS DISTRAÇÕES

"Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia".(1 Coríntios 10:12)

O elemento chave no truque de mágica é a excepcional habilidade do mágico de distrair a atenção de sua platéia para conseguir enganar as pessoas com sucesso.
De maneira semelhante, Satanás tenta nos distrair espiritualmente. Ser cristão exige constante vigilância. Distrair-se é um perigo para os que desejam permanecer de pé sem abandonar a fé. Satanás tem oferecido muitas distrações – envolvimentos inocentes que podem se tornar obsessões destruidoras. Muitas vezes, até coisas aparentemente boas para a vida cristã podem se tornar distrações que fazem com que a prioridade seja outra.

Você se lembra de Pedro sobre as águas? Quando Jesus o chamou, ele pulou para fora do barco e começou a caminhar sobre as ondas. Com seus olhos fixos no Senhor, ele caminhou na direção de Jesus. Porém, logo vieram os sentimentos de orgulho, e ele virou o rosto para olhar para os seus companheiros. No entanto, quando olhou novamente para Jesus, de repente sentiu medo, e começou a afundar.
Nossos traços de caráter freqüentemente fazem com que tiremos nossos olhos do Salvador.

Na sociedade de hoje diz-se freqüentemente que é difícil manter a atenção espiritual dos jovens porque o mundo proporciona muitas distrações. Essas coisas os distanciam da igreja.
O maior perigo das principais distrações é que elas podem facilmente tornar-se uma obsessão. Leia 2 Samuel 11. Davi foi consumido por sua obsessão sensual por Bate-Seba e provou ser desleal à responsabilidade que Deus lhe havia dado. A distração de Davi foi a luxúria, que tornou-se sua obsessão, e finalmente seu pecado.

Talvez você já tenha ouvido a frase: “É melhor você definir as suas prioridades”. Se ouviu isto, sua vida estava fora de sincronia com as expectativas de seus pais, professores ou amigos. Essas palavras foram ditas para coloca-lo de volta no caminho certo, e evitar uma catástrofe. Historicamente, as distrações espirituais geralmente resultam em graves conseqüências.

Leia Mateus 19:3, Mateus 22:15-22. Durante todo o Seu ministério, Cristo experimentou de distrações. Com a ajuda dos líderes judeus o governo romano tentou atormentar a Cristo para distraí-Lo de Seu ministério. Com calúnias e questões irrelevantes, o inimigo tentou desviar a mente de Seus seguidores. Cristo usou o poder de Deus para superar os problemas, e encontrou paz através da harmonia com Deus.

Fonte: Bíblia on line

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá Pessoal todos estão autorizados a deixar o seu comentário do conteúdo deste Projeto e assim que puder estarei lendo e se possível respondendo.
Fiquem com Deus!